quarta-feira, 30 de maio de 2012

Nona Sinfonia


(Arte: Beti Timm)




Primeiro ato em dó menor


durmo com a nudez dos gatos
a esconder pincéis, cores e arestas
sob a tela da tua porta
a luz ainda acamada
porque há presenças abismadas 
no retrato das palavras
que acariciam o beijo.

e encanto-me diante da tinta
encanto-me diante do mote 
como se as fadas fizessem miragens
com as tuas mãos
e em cada pintura soubesse
mais do que uma vidra.

durmo com a mudez dos gatos
a esconder papéis, cartas e promessas
sob o tapete da tua porta.
a luz ainda apagada
porque há presenças adivinhadas
no rastro das palavras
que anunciam o beijo.

e espanto-me diante da vida
espanto-me diante da morte
como se as fadas fizessem milagres
com as tuas mãos
e em cada poema coubesse
mais do que uma vida.



Segundo ato em si maior


encosto o rosto ao lençol vazio
e ao desabitado da minha cabeça
acesa entre as folhagens

e todo eu sou ramos,
e todo eu sou raios,
árvores em crepitação
a arfar debaixo da respiração sem raízes
enquanto a terra transpira seus vernizes

como se as engrenagens do amor
fossem eternas pelo tempo fora
na desforra dos arvorados instantes

não, não são,
apenas duas ervas daninhas a enlouquecer
ao parecer que se alinham 
em cada palmo de palavra
na trincheira dos amantes.

enquanto a poesia se move da noite pro dia 
as paredes permanecem brancas e frias


(Cris de Souza & Jorge Pimenta)




22 comentários:

Jorge Pimenta disse...

cris, poeta-parceiramiga,
tão bom ocupar um lugar na orquestra que por aqui diriges com absoluta maestria! em dó menor, em si maior, qualquer que seja a nota; é que na tua voz cabe muito mais do que uma vida.

beijo!

Dario B. disse...

Belissimo e enternecedor, emoções assim só a poesia tem a magia de nos proporcionar. Obrigado Cris, e obrigado Jorge, pelos sonhos que despertaram.

Joelma B. disse...

terceiro ato: encanto-me de ré a lá!


duas vozes que satisfazem minha pele... o que mais dizer?

Beijinho aos dois, poeta mágico e cristigresesfinge!!

Cristiano Marcell disse...

Digo aqui o mesmo que falei no blog Jorge: belíssima simbiose poética!

Muita paz!

Ulisses Reis ® disse...

Muito lindo amei a forma como construiu, lindo mesmo, tenha uma bela noite, beijos !!!

Marcantonio disse...

O Trem renovado, hoje seguindo compassado, por dois trilhos diversos. Dois condutores o levam a duas estações seguidas, dois belos atos poéticos.

A imagem de Beti Timm também é ótima.

Pena que a regência da orquestra é do Isaac Karabtchevsky, vendo-o assim encanecido eu mesmo me senti mais velho! Rs.

Beijo.

Assis Freitas disse...

A Nona é a primeira sinfonia a utilizar a voz humana, o belo poema de Schiller, a palavra se fez inaugural. Aqui as vozes se unem em sílabas, numa bela plêiade. Rendo-me aos encantos,


beijo Cris, abraço Jorge

AnaClarissa disse...

Cris

O vosso poema tem magia e encanto; tão belo com a imagem e a sinfonia, perfeitas aliadas. No blog do Jorge eu comentei que fiquei sem palavras. É mesmo, pouco mais comentei, pois de início nada me ocorria para dizer porque o texto é lindo e envolvente como alguns momentos em que o gesto é tudo. Sim, gatos os dois. Parabéns.

Beijinho amigo

Bento Sales disse...

Olá, amiga Cris!
Vim do blog do amigo Jorge para lhe parabenizar não só pela parceria perfeita, como também pelo poema engendrado por ambos de grande beleza, valor e poesia.

Abraços!

Daniela Delias disse...

Afinadíssimos...adoro quando escrevem em parceria!
Bjos, Cris!!!

:)

Luiza Maciel Nogueira disse...

Belíssimo, essa parceria é de de lascar poesia, uma maravilha! Poesia intensa, cheia de declarações, cheia de mistérios e beijos - como a poesia deve ser. Cheia de amor!

beijos nos dois!

marlene edir severino disse...

Ai, ai

Também encanto-me com a mudez dos gatos daqui,
e encosto o rosto no lençol vazio...

E fico aqui indagando: como conseguem essa parceria?

(... tão sem rotina, tão imprevisível eu aqui... Só mesmo os gatos!)

Adoro essa afinidade poética!

Beijos aos dois!

Ira Buscacio disse...

Duas vozes distintas, mas de forças arrebatadoras, não há como passar ileso as notas desta sinfonia de amor.
bj imenso aos dois maestros

Cacris disse...

Me enrosco no gato do sentir e adormeço junto ao soar da nota dó menor que me acompanha em meu si maior... Tão adoçadas as duas notas enroscadas trepadeiras buscando elevar-se através do branco...
Doces notas para você.

LauraAlberto disse...

bela a música que tocam em conjunto
parabéns aos dois

beijinho

Tania regina Contreiras disse...

Parceria sempre afiada, essa, heim? rs

Beijos,

dade amorim disse...

Vocês dois juntos são imabatíveis mesmo.
Duas belezas puras encimadas pelo lindo desenho de Beti Timm.

Beijos aos dois e saudades daqui.

vieira calado disse...

Obrigado por esta maravilha!
É a 2ª vez que a oiço, esta semana.
A outra foi no Japão,
cantada por 10 mil pessoas!

Bjsss

Sonhadora disse...

Minha querida

Deixei um comentário no blogue do Jorge que foi também para ti.
A minha admiração sempre.


Um beijinho carinhoso
Sonhadora

Elisa T. Campos disse...

Existem duplas que encantam os meus sentidos com tão maravilhosos acordes?
bjs

Vais disse...

Saudações, Cris
você e Jorge tem as manhas, esta nona sinfonia é a mais de todas, um primor de harmonia.
Arrasaram!
Parabéns altamente apreciativo.
E a Beti também tem as manhas.
beijo super carinhoso pra vocês, querida moça Cris-tal

João Luis Calliari Poesias disse...

Tudo aqui nas convenientes harmonias (ou não). bj.